Publicado em

Conteúdo para sites

Agora que já conhecemos o propósito do website, você precisará pensar a respeito do conteúdo que ele oferecerá.

 

Exemplos:
• Principalmente textos, com algumas (poucas) imagens;
• Textos, imagens, e alguns arquivos de áudio e vídeo;
• Muitas imagens, catálogos de produtos, formulários, páginas dinâmicas geradas a partir de interações com os visitantes;
• Imagens de alta resolução e muitos arquivos de áudio e vídeo. A maioria dos planos de hospedagem oferecem amplas opções de armazenamento que são suficientes para todos os tipos de websites, porém é bom lembrar que alguns tipos de arquivos ocupam mais espaço que outros: muitas imagens e arquivos de multimídia (áudio e vídeo) podem, rapidamente, consumir todo o recurso de armazenamento destinado a seu plano. É relativamente fácil reduzir o tamanho de alguns tipos de arquivos, então realmente vale a pena fazer uso de algum mecanismo que seja capaz de compactar seus dados (sem comprometer a qualidade de apresentação). Se houver previsão de grande crescimento de seu website isso precisa ser considerado. Um ótimo exemplo de website em constante expansão é o YouTube, que precisa estar sempre buscando por novos recursos de armazenamentos para centenas de milhares de vídeos.

 

Dificilmente você enfrentará um crescimento como o deste exemplo, mas é importante salientar que até mesmo uma pequena quantidade de grandes arquivos poderão rapidamente esgotar seus recursos de armazenamento caso sejam regularmente inseridos em sua conta.

 

Por outro lado, páginas simples contendo apenas textos e algumas imagens ocupam relativamente pouco espaço. Você seria capaz de hospedar centenas de páginas assim ocupando menos espaço que ocupariam alguns arquivos de áudio e vídeo.

 

Se o propósito de seu website é realizar uma triagem e correto direcionamento como parte de sua estratégia de vendas, então parte de seu conteúdo será composta por formulários que os visitantes irão preencher realizando cadastros, solicitando mais informações, adicionando itens ao carrinho de compras, etc. Este tipo de interatividade requer páginas dinâmicas, o que significa que o conteúdo das páginas serão diferentes para cada visitante (de acordo com as escolhas que cada um fizer durante a navegação no website).
Por exemplo: em um website de comércio eletrônico, os itens que um visitante insere em seu carrinho de compras faz com que a página de ‘resumo da compra’ seja diferente da página de resumo de compra de outros visitantes, ou seja, cada uma dessas páginas precisam ser criadas em tempo real, contendo os itens que cada visitante escolheu durante a navegação em seu website. Nós iremos discutir a importância de diferenciar as páginas estáticas das páginas dinâmicas logo mais quando estivermos tratando sobre os tipos de plataformas.